segunda-feira, 28 de abril de 2008

A última profecia de Nostradamus

Num feudo abandonado,
Mesmo às portas da Europa,
Trabalha, mas de mau grado,
Um povo com ar idiota.

Nada diz, amordaçado,
Olhos no chão como o gado
Subindo p’ró matadouro.
Com sua ira, pode o rei,
Uma manhã, mal-acordado,
Lançar mais impostos à grei.

E então já ninguém tira,
Seja de Beja ou Leixões,
Quatro ou cinco mil réis
P’ra jogar no Euromilhões.

E, portanto, quem é que ousa
Mandar bocas ao Sr. Sousa? (bis)

Nostradamus
(Salon-de-Provence, Abril de 1660)

2 comentários:

samuel disse...

Este Nostradamus era "fino"...

Anónimo disse...

"finíssimo" :)!!!....

abreijos
vovó Maria

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal