terça-feira, 11 de maio de 2010

Gala Mágica


(Oficina do Canto)

A Gala da Porta Mágica atraiu centenas de amigos que quiseram contribuir com o dinheiro do seu bilhete para a causa da instituição e para o seu primeiro objectivo: abrir um Centro de Acolhimento Temporário para receber crianças e jovens em risco, sobretudo em risco dentro das próprias famílias que, por motivos vários, não adquiriram, ou perderam, as competências necessárias para lhes poder dar a educação e o carinho de que eles necessitam.
Montemor é uma terra solidária. Sempre o foi. E quando há causas como esta, aquilo que nos aproxima torna-se muito mais forte do aquilo que nos separa e o resultado foi o que se viu no passado dia 8, no Cine-teatro Curvo Semedo.
O público foi claro na sua manifestação de pura solidariedade. A sua presença em massa, os seus aplausos aos que, no palco, mostraram a sua arte, e ainda a disponibilidade do pintor moçambicano Malangatana para ser o patrono da causa, bastaram para mostrar aos que “mandam nestas coisas” que a associação é agora um movimento imparável em direcção ao seu objectivo primordial: abrir com urgência a Porta principal da Casa com o apoio de todos os quadrantes da sociedade civil.



2 comentários:

kalikera disse...

Em Moçambique usa-se desconseguir. E desconseguida parece não ter sido esta acção graças a Quem é generoso e solidário para com o próximo.

Há uma palavra - fruta da época - que me eriça as entranhas: Caridade.

vovó disse...

foi bonita a festa, pá!...
estou tão contente! :)... (por todossssss, por tudoooooo!)

beijocasssss
vovó Maria

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal