domingo, 25 de maio de 2014

Saltos no escuro



       Vamos em breve iniciar as avaliações dos nossos alunos. Todas elas importantes, são sobretudo as dos alunos em anos terminais as que mais nos preocupam. Os alunos que se vão lançar, quer no mundo do trabalho, quer nas universidades na nação, estes para conquistarem um canudo e tentar também seguir em frente com a vida, o que não vai ser fácil para uma grande parte deles. Sair de Montemor, alugar um quarto, pagar propinas, livros, fotocópias, passes sociais, alimentação, luz, gás, água vão transformar por completo a vida dos pais, (e, muitas vezes, as dos avós) obrigando a um recalcular de toda uma dinâmica e de uma política económica e familiar que, há meia-dúzia de anos, não era, de forma alguma, impeditiva para um jovem avançar no seu futuro. 
Há agora grandes, enormes impedimentos. Agora há um Governo que impede que milhares de jovens encontrem emprego no final da escolaridade obrigatória. Agora há um Governo que impede que muitos continuem os seus estudos e não tenham outra alternativa senão emigrar. Continuo sem saber por que continua a haver esta política, visivelmente propositada, de empobrecimento cultural. 
“Então não vês que é muito mais fácil manipular, conduzir e convencer um povo ignorante e culturalmente censurado?” A minha fofa hoje está imparável e eu vou acabar já com a escrita antes que ela me envergonhe mais.

In "O Montemorense" de 20 de Maio de 2014

2 comentários:

Anónimo disse...

É nestas alturas que iremos ver quem realmente é bom no que faz.

Anónimo disse...

E o futuro não nos reserva nada de bom...

Camisola 10

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal