segunda-feira, 25 de abril de 2011

25 de Abril outra vez


Ontem, no Auditório da Biblioteca Municipal, evocou-se Zeca Afonso: as palavras de Letria foram mágicas e as canções interpretadas pelo Samuel souberam a pouco.

As águas das fontes não se calaram, as ribeiras não choraram, porque Zeca Afonso continuará a cantar, enquanto for preciso alertar consciências adormecidas. Jamais precisaremos de um Estado Novo, mas de um novo Estado, mais justo, mais respeitador e democrático a sério. E com urgência.

3 comentários:

samuel disse...

Se tenho sabido... teria ido ver. :-)))

Anónimo disse...

que Vivam Abril e Zeca! Seeempreee!

beijocassssss
vovómaria

Alfredo disse...

Já não há 25 de Abril que nos salve! A doença já se propagou demasiado e mesmo com um injeção massiva de antibiótico o doente dificilmete evitará o estado comatoso durante os próximos 15 a 20 anos! O que me entristece e deprime no meio disto tudo é que nem assim muitos conseguem abrir os olhos! Burrice,teimosia ou desfasamento total da realidade?

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal