quinta-feira, 17 de julho de 2014

MÃE


O teu ventre foi o meu primeiro berço. 
A tua mão a minha primeira âncora. 
A tua força a minha última esperança. 
Adeus, Mãe. Até breve. 
Um forte, forte abraço ao Pai.

Sem comentários:

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal