quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Caça ao voto?


Para que o país esqueça os problemas dos professores e do desemprego, Sócrates lança agora mais uma manobra de diversão, mas que lhe vai custar muito caro: a lei do casamento entre homossexuais. Sócrates, que foi contra, é agora a favor, nem se sabe bem com que intenção. Julgo que, mais uma vez, não teve sentido de oportunidade. Lançar esta questão polémica, em ano de eleições, pode revelar duas coisas: ou uma enorme coragem ou uma enorme fé na mudança da mentalidade de 12 milhões de viriatos. Não acredito que um país, por um lado, maioritariamente católico e, por outro, com dificuldades naturais em aceitar estas questões, venha aplaudir a ideia. A não ser que, mostrando ter uma confiança absoluta nos homossexuais, José Sócrates espere que estes, em sinal de agradecimento, lhe ofereçam a maioria absoluta. Mesmo assim, era preciso que fossem muitos.

2 comentários:

vovó disse...

é isso mesmo, falta de sentido de oprtunidade. o homem tem cá uma queda para o espalhanço...
beijocasss

kalikera disse...

Atão e elas? Estás a ser tendencioso... Isto é um país de brandos - para não ser acusado, também eu, de ostracizador, por usar palavras mais másculas. Somos muitos, daí a aposta... Se assim não fora já havia aí bomba por todo o lado. PD

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal