sexta-feira, 5 de junho de 2009

Poético


Sem palavras. Por pudor. Por torpor. Por amor.
(Já não aguentava mais este silêncio.)
Sai em Outubro. Se sair.

9 comentários:

Maria disse...

Fico à espera...

Liebend disse...

Se sair, envie um exemplar lá para as terras orietais, que é por lá que ando nessa altura. Pode ser que os meus amigos mandarins apreciem as vozes da nossa terra.

Força!

kalikera disse...

Codes and signs, signals and commands.
Numa capa destas um interior soberbo só pode.

ZERO À ESQUERDA disse...

A malta esforça-se. O público julga. E a malta continuará. Abraço, Kalikas!

ZERO À ESQUERDA disse...

P.S. para Kalikera:

O Sr. Kedrov é um dos convidados de honra :)

kalikera disse...

Levavas umas nalgadas se assim não fosse...

ZERO À ESQUERDA disse...

Era previsível.

Anónimo disse...

a adivinhar pela capa ... :)!... "ós pois", sou fã do Coral... e não só :))))...

faça-se o dito! cá estarei para o ouvir :)!
bom trabalho!
beijocasssss
vovó Maria

samuel disse...

Citando o grande Gilberto gil,
"Vê-se que é coisa pura
Sente-se que é coisa nova
Sabe-se que é coisa fina".

Abraço.

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal