segunda-feira, 1 de julho de 2013

Um tesourinho nada deprimente

2 comentários:

samuel disse...

Boa malha!

Não há nada como ficar a saber "o que é que é"... e sobre o que é que é! :-) :-) :-)
Assim mesmo, com aquela desassombrada liberdade intelectual tão própria dos gaiatos!

Abraço.

Grupo de música-teatro disse...

E hoje segue mesmo o caminho da televisão?
Foi bom revisitar vossas ruas com estes meus olhos...continuam encantadoras?
Grande abraço

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal