segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Até já!


Hoje, dia 8, faleceu a minha velha professora de piano. Foi em 1976 que, pela primeira vez, entrei naquela porta na Rua dos Marmelos e subi até ao primeiro andar, com o coração ao pé da boca. Duas razões tinham provocado tal estado de cansaço: tinha vindo a correr desde casa e estava ansioso por começar a estudar com a conceituada professora Isabel Joaquina Nunes da Cruz. Mais do que professora e aluno, fomos amigos e confidentes, ambos estudantes das sete notas e dos desafios que elas, durante centenas de horas, nos colocaram. Acreditem que não é possível contar o número de crianças que com ela, em sua casa ou na escola, aprenderam a amar a arte dos sons. Algumas houve que fizeram dessa arte quase uma forma de vida. Obrigado, D. Isabel.

2 comentários:

Anónimo disse...

infelizmente, já não a conheci na arte! contudo, tive o privilágio de ser presenteada com a doçura e a beleza que dela emanavam...
um beijo terno, Senhora D. Joaquina!
um sentido abraço, João!
vovó Maria

ZERO À ESQUERDA disse...

Obrigado em meu nome e em nome dela.
Um abraço, Maria.

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal