quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Pois...


Com a nomeação da nova Ministra da Educação, é bem provável que haja abertura para as alterações necessárias naquela que é, actualmente, uma das áreas mais sensíveis com que o novo Executivo terá de lidar, o ministério onde assenta todo o futuro do país. As competências e as aptidões que os professores possam vir a conceder às próximas gerações de alunos dos mais variados graus de ensino podem condicionar, para o bem e para o mal, o país que desejamos ter. É na escola que tudo começa. E é da Educação que depende a felicidade de um povo, assente no progresso e na riqueza. Os políticos sabem disto, mas têm mostrado sempre muitoa relutância em aplicar estes princípios. A razão é simples: quanto mais culto um povo for, menos hipótese há para a instalação dos poderes totalitários.


O primeiro-ministro e uma pouco saudosa ministra Maria de Lurdes Rodrigues viveram num teimoso equívoco durante os últimos quatro anos. Que a actual titular da pasta seja verdadeiramente inteligente e sensata para se corrigirem os erros, fruto da arrogância e do desconhecimento. Os professores estão abertos a novas ideias. Mas que sejam realmente boas e com perspectivas de resultados reais e não ficcionados. Aguardamos com alguma expectativa. Pelo sim, pelo não, os cartazes e as bandeiras das manifs. ainda não foram definitivamente arrumadas.

Fica o aviso, senhora ministra Isabel Alçada: estamos fartos de Aventuras.


4 comentários:

vovó disse...

Isabel, Isabel! vê lá o que fazes, filha, se não a gente...

beijocassss
vovó Maria

Anónimo disse...

Dos novos ministros, é sobre a da Educação e a da Cultura que recaem as minhas expectativas. Dos outros, as esperanças são muito ténues.
MF

Anónimo disse...

Actualíssimo.
Tenho eu tenho expectativas.
Uma mulher de que tanto gosto metida nestes imbróglios!
Espero não a perder no meu coração.
Já o ter aceite me feriu, mas pode ser que ela sinta ter um papel a
desempenhar nesta verdadeira aventura, ser ministra da educação num
governo "sócratico", sucedendo à mais fria e cínica pessoa que me foi
dado conhecer nos governos da nação!
Ela lá saberá onde se meteu.
Por ora dou-lhe o benefício de ousar enfrentar esta experiência nova,
aquela margem de confiança que somos capazes de proporcionar aos seres
que elegemos mesmo que à distância.
Abraço.
fj

Pensadora disse...

Fiquei com vontade de ler um livro escrito pela nossa Ministra...mas vou iniciar por "Uma Aventura Fantástica" (n.º 29)!

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal