quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Um quase sem-abrigo


O senhor presidente da nossa ainda dita República anda aflito com as finanças e contou aos portugueses que não sabe se o seu salário e pensões dão para cobrir as despesas lá de casa. Fiquei três dias a rir. Primeiro, porque pensei que ele estivesse a contar uma anedota; mas, depois, vi que não, e ri-me, mas de comiseração por tão patético desabafo da mais alta figura do nosso Estado-cada-vez-menos-democrático. O senhor quando não está a comer bolo-rei, dá-lhe para estas baboseiras. Dêem-lhe bolo rei! Dêem-lhe bolo-rei!

Sem comentários:

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal