quinta-feira, 12 de julho de 2012

E não os podem exterminar?



Continuo sem perceber como vai acabar a questão da Casa Pia, como se resolverá o problema do BPN e de todos os outros casos de polícia que envolvem governantes, autarcas e deputados. Expliquem-me, como se eu fosse muito burrinho, por que é que os funcionários públicos se tornaram o alvo fácil deste Governo que, sem limites nem escrúpulos, rebenta com eles todos os dias, com cortes, mobilidades, rescisões amigáveis… Digam-me o que vão fazer os milhares de professores, muitos sendo marido e mulher, quando forem despedidos pelo ministério da educação, no próximo mês de Setembro? Como estão a resolver a vida as centenas de casais já despedidos nos últimos meses, profissionais dos mais variados ramos?
Quando é que se ataca quem, verdadeiramente, pôs o país de pantanas? Mas agora vai tudo de férias e depois logo se vê, não é? Em Agosto, aproveitando a distracção da malta, serão aprovadas novas medidas de austeridade e, quando o pessoal regressar ao trabalho, muitos encontrarão abertas as portas do desemprego. O Governo sabe o que faz e quando o faz, ao som da voz monocórdica e belíssima para adormecer putos endiabrados (e cidadãos distraídos) do nosso querido ministro Gaspar. Quando terminar o mandato tenho a certeza absolutíssima de que vai para director de programas da Baby TV.

2 comentários:

Susana disse...

O que mais me inquieta é não conseguir perceber como se pode dar a volta a este país de farsa.Terá isto alguma vez solução, ou os "Maias" tinham razão e isto está mesmo prestes a implodir?

Fatima Matias disse...

Eu admira-me é os Portugueses se terem acomodado e não reagirem (nem bem, nem mal).
Onde andam os destemidos? os aventureiros? os Homens com garra???
Quanto mais lhe fazem mal, mais eles se encolhem.
Isto tem de dar uma volta e é de 180º mas, não acredito que seja uma revolução com flores.
Acordem enquanto é tempo!

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal