sábado, 21 de julho de 2012

O fim dos partidos políticos


No meio de outras preocupações, estou igualmente preocupado com as próximas Eleições Autárquicas. São já para o ano. Ando afastado das movimentações partidárias no nosso concelho (mea culpa), por isso não sei o que está a ser feito em termos de preparação a nível de cada partido para chegar ao topo do Poder Local.
Cá por mim, acabavam-se com os cidadãos apoiados pelos partidos políticos. Cidadãos independentes e apartidários cadidatavam-se e submetiam-se à decisão dos munícipes. O vencedor escolheria a equipa com que iria governar o concelho nos próximos quatro anos. Não sei se resultava, mas sem experimentarmos nunca o saberemos. É que os partidos e as lutas partidárias já passaram de moda e só empatam.

3 comentários:

Anónimo disse...

Excelente alternativa para combater a mafia que se instalou nos partidos politicos. Mas tem as suas falhas. Suponha o professor que se candidatavam 500 municipes. Iam todos a eleição?

Cloreto de Sódio disse...

Seria, de facto, um grande arraial...

Anónimo disse...

nem mais! :)


beijocassss
vovómaria

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal