quarta-feira, 13 de maio de 2009

Vai um caracolito?

O que há de mais engraçado no meio desta confusão da febre suína é que, na minha opinião de cidadão-sujeito-a-apanhar-com-a-febre-a-qualquer-momento, Portugal não está minimamente preparado para a epidemia, no caso de ela existir. Continuamos a fazer jus à filosofia do improviso, ou da jurisprudência, que raramente resultou noutras situações do género. E afirmamos, felizes e descontraídos: “Já tivemos as vacas loucas e a gripe das aves e não aconteceu nada de grave. Por isso, quando a suína chegar aí, a malta reúne-se e logo decide qualquer coisa de concreto, à volta de umas bejecas e de uns caracóis.” Para já, os turistas que vêm do México preenchem uns inquéritos e tal e, “se possível que fiquem uns dias em casa”. Noutros países da Europa o alerta já foi dado de forma séria. Por cá, as trancas vêm só depois da porta devidamente arrombada. É da tradição.

2 comentários:

Anónimo disse...

Isto o que é necessário é que a malta preencha a caixa craniana com todos os assuntos que com mais ou menos importância não interfiram de forma alguma com os reais problemas que nos afectam... uma gripe suina para aqui, mais uma das aves para ali mais um "não sei que" para outro lado, para que no entretanto possamos estar completamente relaxados enquanto gajos importantes que pensam tudo por nós, vão, de forma tão eficaz tratando daquilo que realmente nos devia merecer a atenção... esse é que me parece ser o podre de ser tuga.. esperar. Porque quem espera sempre alcança, mas que no entretanto nos desgastam, nos envelhecem, nos tornam frios... mas sem nunca percebermos porque.

ZERO À ESQUERDA disse...

Apesar da minha preocupação pela "despreocupação" dos responsáveis deste país em relação às "gripes", sou forçado a concordar contigo. Há "casos" que se "esquecem" por tanto esperarmos pela sua resolução.

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal