quinta-feira, 23 de julho de 2009

Agora a sério

Muito foi escrito sobre o gesto ambíguo do ex-ministro Pinho em direcção a um deputado comunista. Juro que não percebi se Pinho estava a chamar nomes a Bernardino Soares ou se procurava avisá-lo de que corria perigo de levar uma marrada, se aquele continuasse a duvidar da sua seriedade para com os trabalhadores das minas de Aljustrel, numa historieta de cordel que, alegadamente, metia um cheque, futebol e autárquicas.

Sabemos, desde Eça de Queirós, das aleivosidades que se praticam na Assembleia, mas que, em tempos idos, eram lançadas com classe aos adversários, apesar de, por motivos óbvios, nunca terem sido televisionadas. Agora, o cuidado tem de ser redobrado. O país é um verdadeiro Big Brother de si próprio. E Pinho quis comportar-se como um verdadeiro deputado “queirosiano”… mas sem classe absolutamente nenhuma. Independentemente das fortes provocações do jovem do PCP.

1 comentário:

Anónimo disse...

M@estro!
Se, como alguns más-línguas dizem, isto vai acabar tudo à marrada, então o Pinho anda a só a praticar.

@braços e DIAS TRANQUILOS!

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal