domingo, 19 de julho de 2009

Férias em Montemor - parte 3














As férias provocam circulação de pessoas e de bens. O romantismo que sempre tem envolvido Montemor, cidade nossa, pacífica e limpa, pode impedir algum desenvolvimento e estagnar por completo a entrada nos circuitos financeiros locais de alguma liquidez, útil nos mais variados investimentos.
Passar férias em Montemor não será má ideia. Que se revitalizem e se exponham, o mais possível, os focos de atracção da massa turística: São João de Deus, a sua vida e obra, igrejas, conventos, galerias de arte e museus, para um turismo mais religioso e intelectual; cafés, restaurantes e esplanadas, para um turismo mais gastronómico; iniciativas de palco (bailados, concertos, teatro, folclore) para um turismo mais cultural; actividades desportivas para um turismo mais “atlético”; Piscinas, Parque Urbano e outros pontos de lazer para um turismo mais preguiçoso. Sei que nos faltam algumas estruturas de apoio, como hotéis, residenciais, pensões, mas as que há já cobrem uma boa parte das necessidades. E a procura faria aumentar a oferta e, consequentemente, a construção de novas unidades hoteleiras.Sei que há riscos que se correm. A Gripe A é um deles. Mas Montemor precisa MESMO de ser invadido por turistas que por cá fiquem uns tempos e nos ajudem a gerar capital. E peço desculpa aos economistas, gestores e políticos por meter o nariz onde não sou chamado. Mas gosto demais de Montemor para assistir mudo ao subaproveitamento das suas potencialidades

5 comentários:

vovó disse...

tal e qual!
só faltam mesmo o"tal" do mar e menos calor...
mas, não se pode ter tudo, não é :)?...
beijocasss

Leonel Craveiro disse...

Quando te candidatares a Presidente da Câmara, mudarei de residência só para poderes contar com o meu voto, ok?
Essas e outras ideias são essenciais para gerar turismo e, consequentemente, mais dinheiro na nossa cidade.
Abraço.

ZERO À ESQUERDA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ZERO À ESQUERDA disse...

Pois é, Leonel. Pelos visto vais de ter ficar por Évora o resto da tua longa vida! Abraços.

ZERO À ESQUERDA disse...

Vovó: também gosto mar que, por sinal, não está muito longe daqui. Assim... praia de manhã, almoço em Montemor num restaurante típico, sesta, lanche-ajantarado, concerto/teatro/bailado no C. Semedo, no Parque Urbano, no Parque da Feira ou noutro lado qualquer, ceia e... cama.

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal