segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Tony €arreira!

45,ooo euros é o cachet do artista. Pelo menos, foi o que apurei em meia-dúzia de conversas com uma pessoa da minha família, fã do mocito e bem colocada no meio. Não está em causa a qualidade. Está em causa a quantidade.
E a crise continua. Porque queremos que continue.
Somos muuuuita borregos, não somos?

11 comentários:

samuel disse...

Bééééé!!!

Abreijos.

Anónimo disse...

amigo 45.000 € se não se cobrarem bilhetes, pois caso contrário são 65.000 €, boa....

E o Sócrates é que paga. O povinho nãooooo.
HR

paraglider_4 disse...

Numa palavra: populismo.

vovó disse...

quê???... veio cá T.C.???...
não soube de nada...

ainda estou em estado de graça, por ter ido e participado na fantástica Festa do Avante!, onde a alegria, cultura, solideriedade, juventude... (mesmo para quem já é vovó), andam literalmente de mãos dadas!!!
beijocassssss
vovó Maria

Anónimo disse...

TONY,TONY,TONY....

ass.AJUDANTE DE CAMPO

Carlos Machado Acabado disse...

Há o Toni Carreira e depois há os... Toinos "de carreira" que são os lorpas de que ele se alimenta...

...Ou como dizia o Vinicius: "Pátria minha, tão pòbrinha!..."

Anónimo disse...

No preciso momento em que tomei conhecimento que o Tony Carreira vinha actuar a Montemor-o-Novo interditei a minha consciência e a minha agenda a qualquer possibilidade de, nessa noite, "dispersar-me" pela Feira. Ao ler este comentário do Dr. João alegro-me por não ter sido mais um que alimentou essa situação que socialmente se pode tornar "escandalosa" diante das dificuldades que assistimos. No entanto, para ser sincero, também começo a perguntar-me se a crise existirá como a pintamos.... pois nessa mesma noite eu regressava de évora no momento em que o Tony tinha terminado o concerto... e qual não foi o meu espanto: não consegui conduzir mais de 1 minuto de seguida sem que passassem por mim uma quantidade ilimitada de carros enfileirados. Existirá a crise??? Acho que sim... Mas continuamos a repetir os acontecimentos do passado. Na Roma antiga, apesar da miséria, bastava alimentar o povo de Pão e Circo, e tudo estava assegurado! Há que dar pão e circo... e já não há crise!!!

Pe. Ricardo

ZERO À ESQUERDA disse...

Pe. Ricardo:
É isso que me deixa preocupado. O povo esquece os problemas e os políticos adiam as soluções. Até quando não se sabe. Até ao dia em os Tonis Carreiras perderem a capacidade de distrair o povo.Um abraço e volte sempre.

Carlos Machado Acabado disse...

A tragédia (porque é de uma que se trata!) é que os Tonis NUNCA deixam de ter recursos para distrair os... Toinos.

Essa é a sorte dos Tonis e o azar dos que não são (nem querem ser!) Tonis mas que, de igual modo, se recusam firme (obstinada---e, em geral, solitariamente!) a ser "Toinos"...

Quanto aos carros (àquilo que eles representam---à imeeeeensa miséria material mas, sobretudo, existencial, mental, cultu(r)al, intelectual que está, quantas vezes, por detrás de "um certo ter carro"---leia-se ter "JEEP" e ostentá-lo!) é, de facto, uma tristeza que eu nem sequer comento!
Constato e... tento (muitas vezes, com sucesso...) conter a náusea.

[Tenho, hoje-por-hoje, cada vez mais para mim, de facto, que a importância real, intrínseca, das pessoas é inversamente proporcional às dimensões do inevitável jeep e da prosápia que o suporta---e explica.
Dizem-mo a observação e a reflexão, mesmo muito superficial e breve: raríssimas vezes, vi esta... 'lei da realidade' ser negada...]

Um abraço e... bom ano de trabalho!

kalikera disse...

Quem sabe, sabe. Chora.

Ana Paixão disse...

45,ooo euros?! Acabava-se com meia dúzia de músicas e alimentavam-se 500 pessoas.

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal