domingo, 7 de março de 2010

João de Montemor

Amanhã, dia 8, Montemor-o-Novo celebra mais uma vez o santo padroeiro da cidade. São João de Deus viu a luz do dia pela primeira vez aqui, na Rua Verde, mais ou menos no local onde se encontra agora a cripta evocativa do seu nascimento, uma pequena capela situada debaixo do altar-mor da Igreja Matriz. 
Naturalmente que vai realizar-se a procissão já tradicional e a missa na igreja do Hospital de São João de Deus, presidida pelo senhor Arcebispo de Évora. Depois, pronto. Montemor passará mais 364 dias sem uma palavra sobre João Cidade, nome importante da Igreja Católica e dos primórdios da Medicina Psiquiátrica e da Assistência Social. 
Estive em Granada há uns tempos, cidade onde morreu. Para quem não sabe a verdade, até pensa que João Cidade nasceu lá, tal o fenómeno que atingiu a divulgação da sua vida e obra. Em Montemor somos, de facto, muito humildes. Talvez para imitar a vida do homem que saiu de cá para, depois de muitos conflitos e sofrimento, ser considerado um humanista. E eu acrescento, um humanista montemorense, cuja memória não se deve resumir a uma cripta e a um hospital, cuja importância e reconhecimento não estão, naturalmente, em causa.

8 comentários:

Anónimo disse...

S. JOÃO DE DEUS, religioso

8 Março

Nota Histórica
Nasceu em Montemor-o-Novo (Portugal) no ano 1495. Depois duma vida cheia de perigos na carreira militar, o seu desejo de perfeição levou-o a ambicionar coisas maiores e entregou-se ao serviço dos enfermos. Fundou um hospital em Granada (Espanha) e associou à sua obra um grupo de companheiros que mais tarde constituíram a Ordem hospitalar de S. João de Deus. Distinguiu-se principalmente na caridade para com os pobres e os doentes. Morreu nesta cidade em 1550.

São João de Deus, rogai por nós.

João Cavaco disse...

Um Bom Feriado a Todos

Luis disse...

Bom feriado para todos.
Um pedido especial ao vosso padroeiro:tudo de BOM para Montemor-o-Novo.

Anónimo disse...

Quantos dos teus conterrâneos padecem da mesma discriminação!


Por vezes a estranhos que se alimentados pela nossa humildade e boa vontade se integram e afastam, por dá cá aquela palha, os filhos legítimos que tanto lhes querem bem!

Anónimo disse...

Bom feriado a todos aqueles que trabalham em Montemor-o-Novo,claro!!HR

Isabel disse...

Demasiada humildade e falta de amor próprio dá nisso. Quer queiramos quer não, se não fosse o Brasil a língua portuguesa era pouco conhecida. E como isto, tudo o resto. Quase que pedimos desculpa por existimos.

AC disse...

E uma estátua. Não esquecer da estátua...

Maria Joao disse...

Cada vez me surpreendo com a riqueza desta terra, Montemor-o-Novo. Será que a sua HISTÓRIA completa já foi escrita?
Tenho que conhecer melhor. Obrigada pelo que nos vais contando.

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal