domingo, 21 de março de 2010

O grito


O quadro do norueguês Edvard Munch (1863-1944) foi pintado em 1893. O retrato de um grito mudo, audível só por quem o lança. Não por quem o deve ouvir. Parece que foi ontem. Ou hoje. Ou amanhã. Em Portugal.
Bom Domingo.



11 comentários:

é normal sentir dor no ... disse...

As dores podem estar sendo ocasionadas por vários motivos: roupas muito apertadas é um sinal de aviso fundamental para a vida, protege-nos.
Contudo, quando a dor não desaparece algum tempo após a reparação ou cura da lesão inicial, pode tornar-se crónica, o que constitui um verdadeiro problema com o qual não é fácil viver.

Cloreto de Sódio disse...

Obrigado pelo conselho. Bom Domingo.

Antónia disse...

Discordo um pouco da "leitura". Para mim é audível (muito audível mesmo!) e acho que pertenço ao grupo dos que o devem ouvir. O grito do quadro e os outros a que te referes...
Não estou sozinha, pois não?

Noutro nível: temos aqui um belo exemplo de que a arte não tem que ser necessariamente bela (Lágrimas de Saladino, ainda)
Bom domingo para todos
Antónia Maria

Cloreto de Sódio disse...

Não, não estás sozinha. Arte pode ser, afinal, o vazio, o silêncio, o caos, o nada. Mas, retrocedo na minha provocação, tem de haver sempre um destinatário. :))Abraço e obrigado pela visita.

António Alferes Pereira disse...

O grito é uma catarse. Sempre.
Gritemos!!
Se tivermos capacidade para ouvir cá dentro... então ouve-se. Eu ouço.
A arte não precisa ser Bela... precisa ser boa. Mas o belo é bom e o bom é belo... Pensem nisto.
Bom resto de Domingo.
António Alferes Pereira

Cloreto de Sódio disse...

Gritemos! Já que pouco mais nos deixam fazer. Abraço, Tó!

Chico Tira a Lingua! disse...

Põe um aparelho no seu dente, Coloca a argola na orelha, Depois põe esse piercing na tua língua, Injeta silicone no teu peito, Faz uma porção de tatuagem, Encosta na tua pele ferro quente, Imprime no teu corpo uma palavra, E põe um parafuso na cabeça. Faz uma trepanação no cérebro, Puxa, corta, rasga e aperta. O teu sexo, o teu sexo. Faz um pieling, põe um marca-passo, Se mutila todo e fica vesgo, Introduz um córneo na tua testa E põe um parafuso na cabeça e diz de forma enfática: aguentou tudinho

Cloreto de Sódio disse...

Chico: vou tentar fazer o que sugeres. Se estiver vivo, digo-te como correu.

Leonel Craveiro disse...

Será que ainda temos força para gritar?
Será que ainda ouvem os nossos gritos?
E para que servirão o nossos gritos?

JD disse...

http://www.youtube.com/watch?v=bPxCopXaiXY

É um grio , sim senhor...

Cloreto de Sódio disse...

Obrigado pelo link oportuno, JD.
Abraço.

Distraídos crónicos...

Contador de visitas

Contador de visitas
Hospedagem gratis Hospedagem gratis

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Montemor-o-Novo, Alto Alentejo, Portugal